Vida Moderna: Marketing de relacionamento deve se expandir em celular e redes sociais na web

Celulares e redes sociais na internet são os principais canais onde o marketing de relacionamento terá maior espaço para crescimento nos próximos anos. O movimento foi detectado em evento da Direct Marketing Association (DMA), no final de 2008. A informação é de um dos participantes do congresso, David Lederman, da Lederman Consulting & Education.


“A tendência é de ampliação do marketing de relacionamento em mobile e redes de relacionamento. A força desses canais aumenta a cada dia”, disse o executivo, que esteve no comitê de Marketing da Amcham-São Paulo.


Segundo ele, uma pesquisa da revista inglesa The Economist aponta que em 2009 serão comercializados 2 bilhões de celulares com tecnologia wireless no mundo. “O potencial é grande. Hoje, o número de aparelhos móveis já ultrapassou o de televisores e PCs no mundo”.


O consultor disse ainda que as redes sociais virtuais têm atualmente mais tráfego do que os mecanismos de busca, como Google, MSN e Yahoo. Somente o MySpace tem 40 milhões de impressões por dia, mais do que muitas redes de TV.


Ele ressaltou que palavras de ordem para o bom marketing de relacionamento são relevância e pertinência a necessidades dos públicos, responsabilidade e resultados, principalmente em um momento de crise.


Regulamentação – O incremento de regulamentações que limitam o envio de emails e telemarketing em diversas nações impõe grande desafio ao setor, na visão de David Lederman. Nos EUA, 78% dos adultos americanos – que respondem por 120 milhões de linhas telefônicas – se registraram no National Do Not Call Registry desautorizando ligações de telemarketing. Na Itália, as ligações das empresas só podem ser feitas com permissão dos consumidores e, na Alemanha, a atividade de televenda é proibida.


No Brasil, começou a vigorar em dezembro do ano passado a nova lei do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) e, especificamente em São Paulo, o Procon (Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor) acaba de criar o Cadastro para Bloqueio do Recebimento de Ligações de Telemarketing.


“As saídas são a autorregulamentação e a educação, com atuação ética. Será possível se relacionar com a permissão do cliente, engajando-o não de forma manipulativa, mas no sentido de agregar valor”, concluiu Lederman.


Fonte: Agência Amcham


Obs:O Odontosites já pode ser “seguido” no twitter um microblog que também faz as vezes de rede social, clique aqui e fique sabendo de tudo em primeira mão, siga-nos.

Enviar link para um amigoImprimir este artigo

Sobre o autor

Redação

Redação

Odontosites - Odontologia em um clique 12 anos de odontologia na internet • SiteTwitterFacebookGoogle+